A Efedrina é uma substância que gera muito debate. Isso porque, mesmo tendo sua comercialização proibida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), esse termogênico é muito famoso em outros países por conta da sua poderosa ação emagrecedora.

Seus efeitos colaterais polêmicos ainda levantam longos debates entre especialistas de condicionamento físico, médicos e pessoas que estão em busca de definição.

Para saber mais sobre essa substancia, continue lendo esse post e fique por dentro sobre o que é a Efedrina e para que ela realmente serve.

O que é Efedrina?

A Efedrina é um alcaloide, ou seja, uma substância encontrada em plantas específicas, e que funciona como autodefesa delas. Mas, esse componente também pode ser sintetizado em laboratório e, inclusive, é amplamente utilizado na indústria farmacêutica para a fabricação de vários medicamentos.

efedrina

No caso da planta que tem origem oriental, a Ma Huang (nome local), é usada há séculos por povos antigos, principalmente para o tratamento de infecções no aparelho respiratório.

Contudo, no Brasil, depois de diversos estudos mostrando os efeitos colaterais da substância no corpo, ela passou a ser proibida.

Para que serve?

A Efedrina é usada há séculos pelos povos chineses por conta de suas propriedades terapêuticas. E apesar ter sido utilizada por muito tempo para o tratamento de problemas respiratórios, estudos descobriram que ela também tem a capacidade de acelerar o metabolismo.

Isso porque, uma vez que esse termogênico entra no organismo, é encarada como um agente estranho e logo em seguida o corpo começa a se comportar como se estivesse em risco. Com isso, a adrenalina sobe de maneira considerável, e em seguida o organismo passa queimar mais gordura por conta do trabalho extra.

Por conta disso que esse produto se tornou extremamente popular entre homens e mulheres que desejam emagrecer e também alcançar a definição muscular. No entanto, ela foi proibida pela Anvisa por conta de seus outros efeitos adversos e riscos que são bem maiores do que os resultados de emagrecimento.

Contudo, deve-se considerar que os riscos em se utilizar dessa substância para emagrecer são maiores do que os resultados que podem ser obtidos ao ingressar por esse caminho.

Como a Efedrina age no corpo humano?

A Efedrina pode agir de diferentes maneiras no corpo. No caso das suas propriedades terapêuticas para problemas respiratórios como broncoespasmo e hipotensão arterial.

efedrina

Inclusive, ela é ativamente usada nesses tratamentos. No caso do broncoespasmo, por exemplo, que é um distúrbio que gera a contração na musculatura dos brônquios, o que dificulta assim a respiração.

Basicamente, essa substancia age como um poderoso broncodilatador. Ela consegue relaxar os brônquios e, dessa forma, permite a passagem de ar com mais facilidade, reduzindo o desconforto.

Além disso, a Efedrina também age no corpo no tratamento da hipotensão arterial. Esse é um distúrbio caracterizado pela baixa pressão sanguínea, que acaba dificultando s irrigação sanguínea para o coração e também para outras partes do corpo, como o cérebro.

No caso, a Efedrina atua como um potente vasopressor. Basicamente ela irá contrair os vasos sanguíneos, aumentando assim a pressão e facilitando a circulação sanguínea.

Ou seja, de maneira geral ela atua como um estimulante e por consequência acelera o metabolismo. No entanto, justamente por conta dessa ação que o uso dela sem prescrição é totalmente proibido.

Efeitos colaterais da Efedrina

Muitos estudos avaliaram os efeitos colaterais da Efedrina. Seu efeito vasopressor aumenta a contração dos vasos sanguíneos, o que é uma ação considerada letal dependendo do caso.

Isso porque, isso acaba induzindo a produção de adrenalina, e consequentemente eleva os batimentos cardíacos, assim como a pressão arterial.

Consequentemente isso pode elevar demais a pressão ocasionando um infarto e até mesmo o óbito. Além disso, pesquisadores também perceberam que ela tem um efeito muito similar ao da anfetamina.

Inclusive, a Efedrina era amplamente procurada por conta do seu poder estimulante que podia deixar as pessoas por horas acordadas e com mais foco.

Outro efeito colateral da substância é que ela pode causar dependência química, uma vez que atua diretamente no sistema nervoso.

Logo, a curto ou longo prazo, o usuário pode desenvolver quadros de abstinência. Ou seja, se ficar muito tempo sem consumir a substância, pode acabar tendo efeitos de abstinência e precisar de orientação psiquiátrica.

Entre os principais efeitos colaterais causados pela substância estão:

  • Convulsões;
  • Aumento da pressão sanguínea;
  • Dilatação das pupilas;
  • Elevação da frequência respiratória;
  • Acidente Vascular Cerebral (AVC);
  • Alucinações;
  • Braquicardia;
  • Aumento dos batimentos cardíacos;
  • Infarto;
  • Náuseas e ânsia de vômito;
  • Crise de Abstinência;
  • Alucinações;
  • Vertigem;
  • Fraqueza

Todos os efeitos mencionados acima representa um dos fatores que fez com que esse termogênico fosse proibido para comercialização.

Por que a Efedrina foi proibida pela Anvisa?

Depois de vários estudos, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), acabou proibindo a comercialização da efedrina, bem como medicamentos que tenham essa substância na composição. Isso porque, foi comprovado que esse tipo de medicamento acaba interferindo diretamente na circulação sanguínea e na pressão arterial.

Foi comprovado que ela pode aumentar os riscos de distúrbios cardiovasculares sérios em pessoas, o que desencadeou a sua proibição dentro de todo o território nacional.

Além disso, a proibição também ocorreu por que os especialistas não conseguiram comprovar de forma definitiva qual o parâmetro para uso com total segurança.

E levando em conta a quantidade de pessoas que hoje em dia sofre com distúrbios como pressão alta, obesidade e hipertensão, o uso dessa substância poderia acarretar consequências graves e desastrosas, levando os pacientes até mesmo a morte.

Conclusão

A Efedrina não é um componente termogênico que apesar de ser eficiente, não promove uma grande queima de gordura sem que a pessoa também tome outros cuidados, como praticar exercícios e manter uma alimentação saudável.

A verdade é que nenhum termogênico por si só gera grandes resultados sem bons hábitos. Por conta disso é essencial procurar um profissional de condicionamento físico para elaborar um treinamento e também uma alimentação adequada.

Além disso, é preciso levar em conta que os produtos do gênero que são sintéticos, incluindo a Efedrina, geram efeitos colaterais graves, mesmo com o uso isolado.

O objetivo desse artigo é trazer as principais informações sobre o componente, mas sem fazer qualquer indicação de uso. Se você deseja usar Efedrina ou qualquer outro medicamento ou suplemento, consulte antes um médico.

Fernando Sardinha
Escrito por Fernando Sardinha