tipos de pisada

Você sabia que os pés possuem diferentes tipos de pisada? Pois é, e ela pode acabar determinando a qualidade e eficiência dos seus treinos.

Cada pisada determina como o corpo se posiciona e como a maior parte senão todos os exercícios utilizam os pés como apoio, alguns movimentos podem causar prejuízos e lesões.

Muitas pessoas acabam não ligando para isso por acharem que é uma parte bastante fútil. No entanto, isso é um pensamento errôneo.

Se você deseja descobrir qual o seu tipo de pisada e como ela pode influenciar não só no seu dia a dia como na sua rotina de treino, continue lendo este artigo.

Quais São Os Diferentes Tipos De Pisada?

tipos-de-pisadaOs diferentes tipos de pisada determinam as características anatômicas de cada pessoa. Existem três tipos de pisada que você pode se identificar, são elas:

  1. Pisada neutra: conhecida como a pisada normal. Você sabe quando tem a pisada neutra quando identifica que seu pé tocou o chão de modo uniforme. Ou seja, todo o peso do seu corpo está bem distribuído em sua pisada, te proporcionando o equilíbrio necessário. Esse tipo de pisada absorve muito mais os impactos das articulações e por isso, para os médicos, é ela que é a pisada ideal;
  2. Pisada pronada: já a pisada pronada é muito comum ser encontrada por pessoas que praticam atividades físicas e são atletas. O que caracteriza essa pisada é o fato de a parte interna do pé ser a primeira parte a se apoiar no chão. Isso ocorre em geral por conta da rotação interna excessiva do tornozelo e dos pés. Se você tem os sapatos mais desgastados na parte lateral interna dos pés é porque sua pisada é do tipo pronada. Deve-se manter um cuidado nessa área pois em casos extremos, esse tipo de pisada pode causar desalinhamento dos joelhos, tornozelos e quadris;
  3. Pisada supinada: este é o tipo de pisada que é o oposto da pisada pronada. Sendo assim, ela acontece depois de seus pés encostarem no chão com a parte lateral externa tocando o solo primeiro. Se os seus sapatos possuem desgaste na parte do lado externo, então é esse seu tipo de pisada. Aqui ocorre uma sobrecarga muito grande nos dedos menores, e a longo prazo, esse peso resulta em lesões nessa parte e nas costas e joelhos. O agravamento acontece de forma lenta, com o aparecimento de bolhas e rachaduras. Depois, a pessoa começa a sentir tendinite, joanetes e artroses.

Como os diferentes tipos de pisada podem influenciar seus exercícios?

Nossos pés são responsáveis por aguentarem toda a estrutura do nosso corpo e assim, nos dar todo o equilíbrio necessário.

Portanto, o modo como andamos e como nos posicionamos, faz toda a diferença na hora de executarmos um exercício.

Isso porque os pés influenciam muito nas pernas e quadris.

E para que um exercício físico seja bem executado, depende muito de como o corpo vai se posicionar para executá-lo.

Por isso, caso estejam em desarmonia e muscularmente desequilibrados, muitos exercícios perderão sua potência e se tornarão bastante arriscados, com riscos de lesões.

Como Evitar Que As Pisadas Interfiram Na Produtividade?

tipos-de-pisadaPara evitar que os diferentes tipos de pisada prejudiquem a saúde e o desempenho de quem treina, algumas dicas podem ter eficiência.

A primeira coisa a se fazer é identificar qual é o tipo de sua pisada para saber qual o tratamento ideal.

Isso porque dependendo do grau de rotação de seus pés e tornozelo, você precisará ter uma atenção especial, mais cuidadosa, para que durante seus treinos você não tenha problemas de sobrecargas.

Sendo assim, o primeiro conselho sempre é ir procurar um profissional especialista ortopédico.

Ele poderá avaliar o estado em que você se encontra, avaliando sua pisada, sua postura, entre outros pontos.

Ao identificar os diferentes tipos de pisada e qual delas se encaixam no seu caso, é preciso que alguns exercícios de fortalecimento acabem sendo feitos.

Esses exercícios têm um foco maior principalmente para fortalecer o quadril, joelho e tornozelo.

Durante esses exercícios de correção, é preciso que você se atente em relação ao core e musculatura auxiliar, pois é preciso que esses dois fiquem isolados para que os pés não rotacionem demais.

O que usar?

Um ótimo detalhe que faz toda diferença durante os treinos e não interferem em seus objetivos, é usar um calçado apropriado para o seu tipo de pisada.

Além disso, escolher esse calçado baseado no tipo de treino que você deseja, faz toda diferença no resultado.

Por exemplo, tênis com amortecedores e solas resistentes são ótimos para aquelas atividades que exigem maior impacto.

Agora, para musculação, as botas de treino acabam sendo mais propícias pois aguentam mais, pois elas têm leveza, flexibilidade, maior aderência e uma estabilidade maior.

Outro item que ajuda bastante para que sua pisada não interfira em seus objetivos, é que você use palmilhas.

Elas te darão o conforto e a segurança necessária para que você execute seu treino sem risco de lesões.

Outra questão fundamental quanto a isso, é que você sempre procure um profissional de academia que seja apto a dar aulas, para que ele possa te auxiliar melhor quanto a pegada nos equipamento, e posição do corpo.

Um profissional adequado, faz com que você tenha mais segurança sem que você tenha que passar por algum risco quanto a maneira de fazer um exercício.

Sendo assim, procure locais de qualidade que possam te atender em relação a isso, pois a saúde dos pés é muito importante para que você consiga chegar ao seu foco sem maiores problemas.

Conclusão

tipos-de-pisadaPor fim, vimos então os diferentes tipos de pisada e como saber para distingui-las.

Se você se identificou com a pisada pronada ou supinada e sabe que ela está te incomodando e causando possíveis dores em seu corpo, então você deve procurar um médico.

É muito importante se manter atento quanto a isso para que as consequências não sejam irreversíveis.

Gostou deste artigo? Nos conte aqui nos comentários qual é o seu tipo de pisada e não se esqueça de compartilhar este texto.

Fernando Sardinha
Escrito por Fernando Sardinha