Você sabia que é possível hipertrofiar em casa sem a necessidade de utilizar aparelhos para isso?

Muita gente acha que não, que não é possível atingir o máximo ganho de massa muscular sem utilizar cargas ou pesos.

Muito menos sem ir a academia. Mas, isso não é verdade. Existem diversos exercícios, que, se feitos de maneira corretas, trazem um resultado incrível.

Então, quais são esses exercícios? Qual é a melhor maneira de hipertrofiar em casa?

Para saber a resposta dessas perguntas continue lendo esse artigo, que iremos lhe ajudar.

É Possível Hipertrofiar Em Casa?

hipertrofiar-em-casaFazer atividades físicas é essencial para a saúde de qualquer pessoa. Além disso, muita gente sonha com o corpo ideal, seja perdendo peso, ou com o ganho de massa muscular.

Por isso, as pessoas se inscrevem em academias para poder treinar e conquistar esse corpo dos sonhos.

Mas, muitas pessoas não têm tempo, ou dinheiro, para de matricular em uma academia. Algumas pessoas moram longe de academia, então não teriam tempo para isso.

Ou até mesmo, não tem dinheiro para gastar todo mês com isso. Então, sem se matricular em uma academia é possível conquistar o corpo dos sonhos?

Sim, é possível você treinar em casa, sem equipamentos, e atingir os resultados que tanto deseja. Muita gente acha que é impossível hipertrofiar em casa.

Ou seja, que você pode até se exercitar, mas não irá atingir a tão sonhada hipertrofia que é responsável pelo significativo ganho de massa muscular.

Mas, isso não é verdade. Se você for focado no seu treino em casa, você pode sim atingir a hipertrofia muscular e alcançar os resultados desejados.

É verdade que sem equipamento, pode ser que o resultado demore um pouco mais para aparecer. Muitas vezes o emagrecimento vem antes da hipertrofia nesses tipos de exercício.

O importante é saber as suas limitações e se conhecer, para então ter foco para treinar em casa sempre.

Afinal, um dos maiores desafios do treino em casa é a motivação. Se você vencer esse obstáculo, tenha certeza que você irá ganhar a massa muscular que deseja e definir o seu corpo.

Por outro lado, a conveniência de poder treinar em casa, quando quiser e no tempo que desejar, faz com que seja uma excelente opção.

Exercícios Para Hipertrofiar Em Casa

hipertrofiar-em-casaEntão, como fazer um treino eficiente para atingir a hipertrofia em casa? Primeiro, é necessário entender que diversos fatores influenciam o resultado no ganho de massa muscular, e algumas dicas podem ser úteis.

Por exemplo, diversos fatores, como quantidade de pausas entre exercícios, velocidade e intensidade de execução, fazem toda diferença no resultado.

Portanto, para garantir que você terá um bom ganho de massa muscular, sem utilizar aparelhos, é necessário ativar as suas unidades motoras durante o exercício.

Assim, você consegue gerar as microlesões nas fibras musculares, tão necessárias para atingir a hipertrofia muscular.

E como fazer isso? Fazendo os movimentos devagar e de forma sustentada. Ou seja, você deve ter paciência, e fazer todo movimento lentamente, para que todos os seus músculos trabalhem bem.

Se você fizer o movimento correto, irá potencializar os seus resultados. Além disso, os exercícios devem ser desafiadores suficientes para que você obtenha os resultados.

Então, siga os exercícios a seguir para conseguir hipertrofiar em casa, sem o uso de aparelhos.

1. Flexão de braço:

Um dos exercícios mais conhecidos que existem é a flexão de braço. É também muito eficiente para a hipertrofia muscular.

O exercício trabalha os músculos dos ombros, do peitoral e o tríceps. O ideal é fazer quatro séries até falhar, ou seja, até não conseguir mais fazer uma repetição da maneira correta.

Você pode deixar os braços abertos, na altura dos ombros, ou fechados, na altura do peitoral. O que for melhor para você.

Lembre-se de manter a sua coluna alongada durante todo o exercício, sem curvar o pescoço ou afundar a lombar.

2. Agachamento:

Esse é o exercício da parte inferior do corpo para hipertrofiar em casa mais conhecido.

E o seu treino não pode ficar sem ele, pois é um exercício completo para as pernas. Pois, ele trabalha os glúteos, o quadríceps, os músculos adutores e isquiotibiais.

Ou seja, todos os principais grupos dos membros inferiores. A sua execução é simples, basta deixar as pernas separadas, mais ou menos na distância dos ombros.

Então, agache como se fosse sentar, mantendo as costas eretas, flexionando o joelho e o quadril.

Quando os joelhos chegarem em um ângulo de 90º está na hora de voltar para a posição inicial. Uma dica é nunca deixar os seus joelhos ficarem na frente das pontas dos pés.

3. Abdominal:

Também é um exercício clássico que não pode faltar no seu treino, sendo praticamente obrigatório.

Mais importante do que o número de abdominais é a execução delas. De nada adianta 100 abdominais, se você não está recrutando o abdômen de maneira correta para isso.

Então, ao executar, faça uma flexão da coluna. Imagina que está tentando fazer as costelas encontrarem o quadril.

Aí sim você irá sentir o abdômen sendo trabalhado. O que não pode acontecer é sentir que está usando a lombar e o pescoço, então cuidado. Faça 4 séries de quantas repetições conseguir.

4. Panturrilha em pé:

Nesse exercício você deve utilizar um degrau, uma caixa ou qualquer coisa que você possa subir como se fosse um degrau.

Assim, você conseguirá executar o movimento corretamente. Então suba no degrau, deixando o calcanhar para fora, apenas com a ponta do pé no chão.

Mantenha a postura ereta e faça um movimento de subida e descida, com as pernas esticadas.

Ou seja, fique na ponta dos pés e depois jogue o calcanhar para baixo. Esse movimento irá trabalhar a sua panturrilha, o seu músculo gastrocnêmio.

Conclusão

hipertrofiar-em-casaEntão, com esses exercícios será possível hipertrofiar em casa sem utilizar aparelhos ou cargas.

Portanto, se você seguir esse treino e fizer esses exercícios corretamente, conseguirá atingir os resultados desejados.

Além disso, lembre-se sempre de se manter motivado e não perder o foco, pensando sempre que o resultado pode demorar, mas virá.

Ainda, é importante lembrar que o mais importante é a execução correta do exercício, e não a quantidade de repetições.

Se esse artigo lhe ajudou, compartilhe também com os seus amigos.

Fernando Sardinha
Escrito por Fernando Sardinha