Com certeza você já ouviu falar na prática de cutting. Mas, uma pergunta muito frequente é como evitar catabolismo no cutting?

Muitas pessoas adeptas a esse processo, que tem como objetivo a queima de gordura e a definição muscular acabam sofrendo com o processo de catabolismo.

Mas, não entre em desespero, porque isso pode ser evitado, e contornado. Tudo depende da sua alimentação e do seu treino.

Portanto, continue lendo esse artigo para saber como evitar o catabolismo no cutting de uma vez por todas.

Catabolismo Você Sabe O Que É e Como Evitar Catabolismo No Cutting?

evitar-catabolismo-no-cuttingAntes de mais nada, é preciso entender o que é o catabolismo e porque queremos evitá-lo.

Existe um equilíbrio que ocorre no seu corpo, enquanto algumas massas musculares estão sendo quebradas, ou rompidas, outras estão sendo construídas.

Portanto, o catabolismo é quando esse balanço está desequilibrado para o pior lado possível.

Ou seja, quando o seu corpo quebra mais músculo do que constrói. E como isso acontece?

Em geral, o catabolismo acontece quando há o excesso de treino, fazendo com que os músculos se fatiguem.

Mas, não é só isso que afeta o catabolismo, a sua dieta e o descanso podem ser também responsáveis por esse processo.

E como você sabe que isso está acontecendo? Você começa a sentir os sintomas.

Como o seu corpo está quebrando muita massa muscular, você começa a se sentir fraco, pois perde força e massa magra.

Então, fique atento a isso. Se você está se exercitando e começa a se sentir sem força, está na hora de parar.

Entenda a relação de catabolismo e cutting para saber como evitar:

O processo de cutting é feito por quem deseja reduzir a gordura corporal, buscando a definição muscular.

Portanto, o seu objetivo deve ser perder a gordura, sem eliminar a sua massa magra. Mas, infelizmente, muitas vezes acaba ocorrendo a perda da massa muscular, e isso não está certo.

Durante o cutting há uma restrição da ingestão de calorias, principalmente reduzindo a ingestão de carboidratos.

E é exatamente aí que o catabolismo vai se relacionar ao cutting. Para o cutting, você irá reduzir os carboidratos para quase zero nas suas refeições diárias, e isso não deve ser feito.

Geralmente, o seu corpo retira do carboidrato a energia necessária para fazer as atividades diárias, e as físicas.

Então, a ideia ao reduzir o consumo de calorias, na forma de carboidrato, seria fazer com que o corpo passe a retirar essa energia da nosso gordura.

Assim, haveria a queima da gordura e a definição muscular. Mas, muitas vezes o corpo passa a retirar a energia da massa muscular, e aí que ocorre o catabolismo e o problema.

Como Evitar Catabolismo No Cutting?

evitar-catabolismo-no-cuttingEntão, como evitar o catabolismo no cutting se é necessário reduzir a ingestão de calorias? Como isso pode ser feito?

A principal dica é que você não retire totalmente o carboidrato da sua alimentação, pois pode ser uma cilada.

O carboidrato é excelente para evitar o catabolismo no cutting.

Pois, a energia que o carboidrato fornece é necessária para a realização de um bom treino, e puxado.

Além disso, com a ingestão do carboidrato, o seu corpo não precisa optar pela utilização dos aminoácidos, encontrados no músculo, para oxigenar e queimar a gordura.

Digamos que com a ingestão de carboidratos, o seu corpo já tem a glicose necessária. Sem ingerir carboidrato, o seu corpo terá que sintetizar a glicose através dos aminoácidos, que muitas vezes vem das células musculares.

Por isso, essa redução drástica de carboidrato pode ser benéfica apenas para uma perda de gordura em curto espaço de tempo, e não para definição muscular.

Ainda, a ingestão de carboidratos promove a liberação de insulina. essa insulina irá provocar o anabolismo muscular, que é o oposto do catabolismo.

Ou seja, é o processo onde há mais construção de músculo do que destruição. Pois, ela irá inibir essa destruição de proteína, auxiliando no ganho muscular.

Então, o segredo para realizar o cutting seria reduzir os carboidratos, mas os deixar em uma quantidade alta suficiente para não perder os músculos.

Mas, além disso, existem algumas dicas que você pode seguir para garantir que os músculos não sejam perdidos nesse processo.

1. Tome suplementos proteicos:

Uma solução para evitar a perda muscular seria tomar suplementos para manter essa massa muscular.

São muitos os suplementos existentes no mercado para isso, auxiliando na síntese proteica.

O mais conhecido é o Whey Protein, mas temos também a glutamina e a melatonina, que vão atuar não apenas na saúde muscular, como na saúde intestinal e no seu descanso.

2. Beba bastante líquido:

A reposição de líquidos é muito importante para evitar o catabolismo muscular. Pois, o líquido irá atuar como um suplemento de recuperação, repondo o glicogênio muscular, e otimizando a sua síntese.

E isso é muito importante para que o seu corpo não vá buscar energia nos seus músculos.

3. Tenha uma boa noite de sono:

Durante o sono, muitas vezes, é quando ocorre o catabolismo no seu corpo. Por isso, é importante evitar que isso aconteça.

Para ajudar, você deve dormir de 7 a 8 horas por noite, sendo assim, passar desse tempo, ou dormir menos, pode ser prejudicial.

Além disso, você deve prestar atenção na última refeição antes de dormir, devendo ser uma refeição com carboidratos e proteínas.

Pois, assim, a sua absorção será lenta, e o seu corpo estará nutrido durante toda a noite, sem precisar retirar energia dos seus músculos.

Conclusão

evitar-catabolismo-no-cuttingEntão, agora você já entendeu a relação entre catabolismo e o cutting, e como evitar que isso aconteça.

Portanto, não corte totalmente o carboidrato da sua dieta. Ele deve ser reduzido sim, mas nunca a zero.

Além disso, a sua ingestão de líquidos e a noite de sono podem fazer toda a diferença nesse processo.

Quando negligenciadas, essas atividades podem favorecer o catabolismo, que é a última coisa que você deseja.

E aí, está esperando o que para colocar essas dicas em prática? Conta pra gente como tá sendo esse processo para você.

Avatar
Escrito por Lincoln Oliver