exercícios físicos em excesso

Você provavelmente já sabe que a prática regular de exercícios físicos é importante, não apenas para emagrecer e definir músculos, mas também para reduzir o risco de desenvolver diversas doenças, manter sua saúde mental em alta e até proporcionar uma vida mais longa.

No entanto, nada de bom pode vir do excesso dessa prática. O que seria um hábito benéfico pode se transformar em uma série de riscos para o organismo, quando não há equilíbrio na frequência ou intensidade das atividades físicas.

Pensando nisso, este post busca apresentar os malefícios dos exercícios físicos em excesso e te ensinar como identificar esse problema. Está preparado?

Quais são os perigos dos exercícios físicos em excesso?

É muito comum que algumas pessoas, principalmente jovens, se animem demais quando acabam de começar a fazer aulas de luta, musculação ou esportes, e comecem a se exercitar cada vez mais, seja repentinamente ou de forma obsessiva, em busca de resultados melhores.

Esse treinamento excessivo possui diversos malefícios porque aumenta o risco de lesões nos ligamentos e tendões (devido ao alto nível de intensidade dos exercícios) e fadiga, o que também pode resultar em inflamações musculares.

Além disso, os exercícios físicos em excesso contribuem para a desidratação, hipoglicemia (falta de glicose nos músculos), desequilíbrios hormonais e exaustão extrema. Tudo isso gera a aceleração dos batimentos cardíacos, mesmo fora do período de treino.

Os reflexos desse organismo mais agitado podem ser sentidos no dia a dia: a pessoa tende a ficar com insônia, irritação fácil e a imunidade mais baixa, o que pode ser uma porta de entrada para diversas infecções ou problemas maiores.

Além disso, a aceleração cardíaca pode gerar consequências graves, capazes de colocar a saúde em sério risco, como paradas cardíacas, infarto do miocárdio ou até mesmo um derrame cerebral.

Caso sinta qualquer um destes sintomas listados acima, a primeira atitude a ser tomada deve ser a suspensão imediata de toda e qualquer atividade física. Depois, é preciso procurar um médico e um educador físico ou consultor especializado para que sua rotina possa, aos poucos, ser reestruturada.  

Aliás, uma das melhores maneiras de evitar que você caia em qualquer armadilha para sua saúde na hora de praticar exercícios físicos é, justamente, contar sempre com a orientação profissional.

Como identificar o problema?

Saber se você está praticando exercícios físicos em excesso não é tão fácil quanto parece. Até porque existe uma série de parâmetros para identificar o problema, e sob a visão de uma pessoa sedentária, um atleta saudável poderia parecer nessa situação. Ou seja, o que é excessivo para um pode não ser para o outro.

Por isso, é importante que você fique atento a alguns sinais que podem indicar que você está pegando pesado demais consigo mesmo:

Você acha que a dor é um preço a ser pago por um corpo melhor

Um nível moderado de dor ou desconforto é normal ao começar um tipo de treino ou série nova, mas esse sintoma não deve ser crônico. Se você está sempre dolorido, isso significa que seus músculos não estão se recuperando adequadamente.

A regeneração muscular ocorre apenas quando corpo recebe os nutrientes e o descanso que precisa para se adaptar a sua rotina de exercícios. Sendo assim, se você está começando, consulte antes o seu preparador físico para achar uma rotina que funcione e quais podem ser a causa das dores.

Você está sempre esgotado

Os exercícios devem turbinar sua disposição, e não drenar toda a sua energia. Se você está perdendo o fôlego com facilidade durante os treinos ou se sentindo letárgico constantemente, tome cuidado. Isso pode ser um forte indício de excessos no treino.

Nesses casos, é possível que você precise até de uma semana completa para que seu corpo possa descansar e se reajustar. Isso porque o cansaço pode provocar alterações de humor frequentes, apetite reduzido e problemas de sono, ou seja: tudo o que pode agravar seus problemas de pouca energia.

Você não gosta mais de seus treinos

Se você não consegue manter a motivação que tinha pelos exercícios ou simplesmente não tem a mesma capacidade de aproveitar os treinos como antes, isso pode ser muito mais do que uma simples fadiga passageira.

Muitas vezes, a falta de fôlego é a maneira que seu organismo encontrou de avisar que o nível máximo de exaustão está chegando. Experimente trocar sua rotina de pesos e séries de alto impacto por um workout mais leve, como alongamento ou yoga. Isso pode ativar sua circulação e ajudar a revigorar seu corpo.

Você acha que sua saúde não é mais a mesma

Como você já sabe que o excesso de exercícios pode alterar o humor e prejudicar seu sistema imunológico, aproveite para dar uma boa analisada na sua própria saúde e avaliar como tem se sentido ultimamente.

Você está adoecendo com mais facilidade? Sente mais dores musculares que o normal? Está se sentindo estressado, cansado ou triste com frequência?

Se a resposta for positiva, não tenha medo de trocar os halteres e pesos por um cochilo ou intervalos mais longos entre um treino e outro. Às vezes, tudo o que nosso corpo precisa é de uma boa pausa.

Qual é a importância do descanso?

Todos os praticantes de esportes e frequentadores de academia precisam se lembrar sempre de uma informação muito importante: o repouso também faz parte do treino.

Sem um equilíbrio entre o gasto de energia e sua reposição, não é possível manter o nível funcional do corpo estável. Afinal, é durante o tempo de descanso que o organismo é capaz de promover adaptações para suportar as sobrecargas causadas pelo esforço físico, tornando-se mais bem condicionado.

Isso acontece principalmente porque a regeneração muscular é feita durante o repouso, quando alguns mecanismos reparadores celulares tornam-se mais ativos, aumentando a síntese de proteínas e ganho de massa muscular. Não é à toa que o sono é um bom indicador de qualidade de vida.

Agora que você já sabe tudo sobre os exercícios físicos em excesso, não deixe de contar com o acompanhamento médico e nutricional (além de obedecer às orientações de seu personal trainer) para evitar possíveis problemas e não comprometer sua saúde no futuro.

Gostou do post? Quer continuar por dentro dos assuntos do blog? Então assine nossa newsletter e receba mais conteúdos em primeira mão no seu e-mail!​

exercícios físicos em excesso

Escrito por RockContent